Magaly Prado - Notícias sobre Rádio z

Coloque o selo da Magaly no seu site!

O blog da Magaly vira sua página principal

Adicione ao seu Del.icio.us

Lançamento do meu livro foi dia 7/6 na Fnac Paulista. Saiba mais Veja as fotos

Add to Technorati Favorites

Quem é cadastrado ganha brindes. Cadastre-se agora

 Top ten do leitor-ouvinte

Dial FM de SP:
   Gazeta
   89
   Nova Brasil

 Dial completo
 Dials de outras cidades

 Curiosidades

Computando seu voto...
Carregando resultado

Total de votos:

RSS: Clique com o botão direito do mouse sobre a pílula laranja e copie o endereço RSS deste blog para seu leitor preferido

XML/RSS Feed

www.flickr.com
This is a Flickr badge showing photos in a set called Radiofotos. Make your own badge here.

www.radiodorina.org.br
Ajude um cego a atravessar a vida

PONTOS FORTES E FRACOS DA RÁDIO DE TRÂNSITO RECÉM-INAUGURADA NO DIAL FM DE SÃO PAULO

Estreou segunda-feira, dia 12, a SulAmérica Trânsito, com conteúdo a cargo da equipe do grupo Bandeirantes, na freqüência 92,1, pertencente à família Sanzone, os mesmos donos da Metropolitana FM e patrocinada pela SulAmérica Seguros. Vamos começar por aí: colocar a marca do patrocinador no nome da rádio é forçar um pouco a barra, pois fica feio. Segundo, saber que mais uma rádio estará ajudando o cidadão paulistano a enfrentar o congestionamento caótico é um feito que devemos aplaudir. Só precisamos ver (ou melhor, ouvir) se vai dar certo. Tomara que sim. Afinal, fora a prestação de serviço, abre campo de trabalho para os radialistas e jornalistas.

Sempre falei, e meus alunos estão de prova. São Paulo bem que merecia uma rádio que mapeasse a cidade com notícias de trânsito, bem como do tráfego das estradas que saem da cidade. E, claro, que poderia também ter informações que afetassem o tráfego, como acidentes, interdições de vias, alagamentos, dias de jogos de clássicos do futebol, shows de artistas famosos etc. E para não ficar cansativa, noticiário do clima e da movimentação nos aeroportos etc. Obviamente, por mais que a segmentação esteja no trânsito, não dá para fugir dos fatos do dia-a-dia, mesmo que a seleção caia nas informações do hard news, ou seja, política, economia, cotidiano etc. tanto do Brasil quanto do mundo.

Bingo! Alguém teve a idéia. Quando conversei com o diretor da SulAmérica Trânsito, Felipe Bueno, ele não soube especificar a pessoa que primeiro lançou a feliz idéia. “Os três grupos [o da empresa de seguros, o da Bandeirantes e o dos Sanzones] foram os responsáveis”, disse Bueno, acrescentando que a SulAmérica queria investir em um negócio diferente, o que poderia ser uma rádio, por que não? Bueno disse não saber se o contrato com o missionário David Miranda e a igreja pentecostal Deus é Amor, que ocupava a freqüência, havia terminado, ou não.

Trata-se da primeira rádio que Felipe Bueno dirige. E vai precisar de muito muito muito trabalho para avaliar não só a eficiência de uma rádio de trânsito, como se ela vai agradar os ouvintes. Uma rádio que só fala de engarrafamentos, mesmo que tentando dar rotas de fuga, o mínimo que se pode esperar de um serviço que realmente queira “encurtar caminhos” e “ajudar” o motorista, é oferecer as alternativas.

Bueno, 32, e 12 de rádio, está na casa, há dois anos. É, e continua sendo, âncora do "Jornal em Três Tempos”, da Bandeirantes AM, à tarde. Sua grande experiência radiofônica vem da Eldorado AM, onde começou como checador até ser chefe de reportagem. No meio do caminho, passou uns meses na Kiss FM, época de Ademar Altieri (também ex-Eldorado). Dessa passagem, os ouvintes poderão agradecer quando ele trouxer de volta Fernando Barreto e o “Brilhantina”, de longe, o melhor programa da Kiss FM, aliás, o único programa legal em toda a história da Kiss FM. Barreto deve voltar (ainda não está acertado) para ancorar os finais de semana e nos agraciar com as pérolas dos primórdios do rock’n roll. Vamos aguardar ansiosamente.

Música? Sim, não dá para ficar só falando que a Marginal do Tietê está parada o tempo todo. Seria muita chatice no ar. Por enquanto, a grade dá o noticiário de trânsito o dia inteiro, principalmente nos horários de pico. Como assim? Em São Paulo, toda hora é hora do rush. É, mas tem momentos piores. E, depois das 21h, música porque ninguém é de ferro. Aí é que a coisa vai pegar. Bueno terá que fazer uma medição diária, no hora a hora, para ver o grau de encheção da falação sobre congestionamentos, com pequenas doses de hard news, de meia em meia hora, a cada minuto 30 (corajosa, hein, concorrendo direto com a CBN), pílulas de curiosidades e muito ouvinte pelo telefone.

Esse é outro ponto que, por um lado é muito bacana, deixar o ouvinte se expressar e dar uma de rádio-repórter (herança da rádio Eldorado). Muito legal, mas nem sempre eles dão informações pertinentes, é preciso saber cortá-lo sem dó. Tarefa árdua para os âncoras. Por outro lado, a iniciativa é válida. Afinal, ouvinte, digo de modo geral, sempre foi obrigado a engolir passivamente a programação, salvo uma ou outra emissora que permite sua participação, o que não é muito fácil em se tratando de conseguir linhas telefônicas livres. Mas, vá lá. Vamos deixar o coitado do receptor se expressar! Isso já é um avanço.

“Foi uma surpresa, não esperava que entrassem tantos e não parou até hoje”, exclama Bueno. Mas era de se esperar. Deu a voz para o cidadão, ele vai por a boca no trombone, sim. Vale destacar aqui os taxistas, grandes conhecedores das ruas da cidade, ajudando a equipe de reportagem. Nessa participação do público dá para ter alguma dimensão de quem ouve a rádio, ou seja, gente de todas as classes sociais que possuem carro. “Fiquei fascinado”, confessa Bueno, alertando que diz isso no “bom sentido”. Cerca de “300” pessoas para atender e um mundaréu que fica de fora. “O painel de ligação fica o tempo todo piscando.”

Prova de fogo será agora no Carnaval, período em que a cidade fica vazia em muitos pontos e algumas vias ficam encalacradas por conta dos foliões, carros alegóricos e o escambau a quatro. Teste de experiência final no pessoal das externas que ficarão a postos pelas imediações do Sambódromo, já que a pista local da marginal ficará fechada.

Depois de passada a primeira semana que culmina com as festas carnavalescas, resta esperar o que vai acontecer com a rádio daqui pra frente. Já recebo inúmeras mensagens dizendo que se ficar só falando de trânsito ninguém vai agüentar. Calma. Bueno já está pensando em especiais musicais para ilustrar a grade. Programas de jazz, blues, MPB, serão escolhidos, já que a rádio quer atingir um público adulto, acima de 25 anos. “No primeiro momento estou mais preocupado com a infra-estrutura”, conta o diretor adiantando também que outros programas estão sendo aventados, como especiais só com discos de vinil, e até mesmo programas sobre colecionadores de carros e mercado automobilístico. “Um programa que misture viagem e música também seria interessante para aquele que fica parado no trânsito de segunda a sexta-feira e quer saber para onde ir e o que ouvir no final de semana.”

Resta ouvirmos a rádio. Palpitar por aqui, enviando comentários e críticas.

No horário considerado crítico, entre 5h e 11h, quem segura a onda (literalmente) é o âncora Cadu Cortez.

Está certo que recebe reforço do próprio diretor da emissora, Felipe Bueno, das 7h às 9h. Cortez estava na rádio Eldorado AM/FM antes da SulAmérica Trânsito. Mas o radialista já havia trabalhado na rádio Bandeirantes entre 2000 e 2003. Fazia a hilária Rádio Clone, programetes de humor (uma pena que ele tenha abafado essa veia cômica).

Os ouvintes que ligam na rádio para passar informações sobre o trânsito usam o número (11) 3743-2475.

As repórteres que trabalham nesse horário do começo da manhã são: Danielle Piccolo (ex-89 Play), Juliana Verboonem (TV Band Vale) e Jaqueline Brazil (já trabalhava na Bandeirantes AM). Na produção, Sérgio Quintela.

Depois entra o Flávio Siqueira, das 11h às 17h, (atualmente na Band FM, fez o projeto da Transamérica, repórter aéreo e locutor), e com ele as repórteres Daniela Florenzano (também ex-Bandeirantes AM), Isabel Campos (ex-Rede TV - SuperPop e ex-Eldorado) e Álvaro Bufarah (ex-Radiobrás). Depois o Rodrigo Simon (que estava na Band News FM e foi da CBN também) fica com a mesma programação até às 21h.

“Como o trânsito diminui, mesclamos música (Rock, Pop, Jazz, Blues, MPB...) e trânsito. Sempre com a participação dos ouvintes”, diz Cadu Cortez.

MAIS AINDA SOBRE A RÁDIO SULAMÉRICA TRÂNSITO

A reestréia do programa "Brilhantina", comandado por Fernando Barreto, foi adiada. "Estou fazendo algumas adaptações para adequar à rádio", conta Barreto, que estréia como locutor neste sábado das 18h até a 0h. "Claro que me reservo o direito de dar meus 'pitacos' na programação com alguns clássicos de Elvis", confessa prometendo que assim que tiver definida a data de estréia do "Brilhantina" informará a todos. "Fiquei um tanto frustrado, mas esse 'adiamento' foi necessário", lamenta Barreto.

Para quem nunca ouviu o "Brilhantina", era um programa veiculado na Kiss FM, de São Paulo. Mais tarde, trocaram o nome para "Brilhantina Show", a meu ver ficou horrível, e depois saiu do ar (poxa será que ninguém da rádio tinha competência de tocar o programa?). Bom, de qualquer forma, prefiro mesmo só "Brilhantina", uma alusão à pasta melosa que os moçoilos usavam no cabelo nos anos 50. Mas o mais gostoso do programa é ouvir a antropologia do rock. Vamos aguardar as tais adaptações.

Ontem à noite, pude ouvir alguns sons bem legais... Vamos torcer pra rádio de trânsito não degringolar! São Paulo, assim como as grandes capitais precisam desse tipo de serviço. Sempre que eu ouvia rádios 24h trânsito na Europa, eu pensava que aqui também deveria ter uma dessas. Afinal, a idéia não é original, já existe e há muito tempo. O que não existia era por aqui, em terras brazucas. Existe também rádios que só falam da movimentação dos aeroportos. Avião que sobe, que desce. Atrasos de vôos etc. Vai aí a dica aos radiodifusores: radioaeroporto, literalmente no ar!!!!

MAIS AINDA SOBRE A RÁDIO TRÂNSITO EM SÃO PAULO

SulAmérica e Grupo Bandeirantes lançam rádio só sobre trânsito

Da Gazeta Mercantil no TudoRádio - São Paulo - Grupo SulAmérica e Bandeirantes trazem uma novidade ao rádio brasileiro. A capital paulista receberá uma rádio especializada em trânsito. Só existem duas emissoras no mundo que operam nesse novo segmento

Com investimento total de R$ 30 milhões, o Grupo SulAmérica, tradicional na área de seguros, lança, em parceria com o Grupo Bandeirantes de Comunicação, a primeira emissora de rádio na América Latina voltada totalmente à cobertura do trânsito - no caso, da cidade de São Paulo, nas 24 horas do dia, de segunda a segunda. "Existem apenas outras duas rádios do gênero no mundo: uma em Londres e outra em Xangai", comenta o presidente da SulAmérica, Patrick Larragoiti Lucas.

Batizada de Rádio SulAmérica Trânsito 92,1 FM, a emissora entra no ar na próxima segunda-feira e, segundo Lucas, promete ser uma aliada dos paulistanos em sua luta diária contra os grandes congestionamentos da cidade. "Queremos atender a necessidade dos clientes e, da população em geral, com a questão do trânsito", afirma o executivo.

Com a iniciativa, a SulAmérica pretende incrementar sua participação no mercado de seguro de automóvel em São Paulo. O seguro na área de saúde ainda responde pela principal fatia no faturamento do grupo - 50% - que em 2005 foi de R$ 6 bilhões. O faturamento de 2006 será anunciado apenas em março. De acordo com o presidente da empresa, a seguradora tem, atualmente, 10% de participação no mercado de autos em São Paulo, com 380 mil veículos segurados. "Com a rádio e o trabalho de nossos corretores, a nossa meta é estar entre as líderes nos próximos cinco anos."

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-SP), o cidadão que vive na capital de São Paulo atualmente, enfrenta, em média, 92 quilômetros de engarrafamento de manhã e de 89 quilômetros à tarde – com recordes registrados em 2007 de 105 quilômetros e de 155 quilômetros, respectivamente. São cerca de seis milhões de veículos nas ruas, ou seja, 1 para cada 2,5 habitantes.

A Rádio SulAmérica Trânsito 92,1 FM contará com uma equipe de 22 profissionais, além de 10 veículos que circularão diariamente pelos principais pontos da cidade, levando informações em primeira mão para os motoristas. Os ouvintes também poderão interagir com a rádio, enviando informações por meio de ligações telefônicas, mensagens por SMS e e-mail.

O projeto

De acordo com Patrick Larragoiti Lucas, o projeto foi desenvolvido há seis meses, durante reuniões entre as áreas de automóveis e de marketing da SulAmérica e pela MPM Propaganda, responsável pela campanha publicitária. "Nosso objetivo era procurar trazer novidades para o mercado de seguro de autos em São Paulo, colocar a marca SulAmérica associada à prestação de um serviço de utilidade pública. A MPM procurou alternativas e chegou até o Grupo Bandeirantes de Comunicação."

Os investimentos realizados no projeto incluem o patrocínio exclusivo à rádio e a campanha de divulgação. O lançamento da Rádio SulAmérica Trânsito 92,1 FM contará com uma ampla campanha publicitária, composta por spots de rádio, filmes para TV, mídia impressa e peças de mobiliário urbano. A primeira ação será realizada no próximo sábado, com a publicação de um anúncio de página dupla na Veja São Paulo (Editora Abril).

No domingo, será a vez da veiculação de um filme de um minuto e meio no intervalo do programa Fantástico (Rede Globo). Ao todo, serão cerca de 180 inserções deste comercial nas emissoras Band, Globo, Cultura, SBT, Record e Rede TV, entre os dias 12 e 26 deste mês. Também a partir do dia 12 serão publicados anúncios de página inteira nos principais jornais do País.

SULAMÉRICA USA RÁDIO PARA VENDER APÓLICES

Do Valor Econômico no Music News- O caótico e engarrafado trânsito da cidade de São Paulo foi o meio encontrado pela SulAmérica para aumentar a venda de seguros de carros no mercado mais disputado do país. A seguradora investiu R$ 30 milhões e anuncia na quinta-feira o lançamento de uma rádio totalmente dedicada a cobertura do trânsito na capital.

A Rádio SulAmérica Trânsito, que vai operar na frequência 92,1 FM a partir do dia 12, terá o patrocínio exclusivo da seguradora. Segundo o presidente da companhia, Patrick Larragoiti Lucas, a meta da seguradora é aumentar sua participação nas vendas de apólices para carros na capital. Sem citar projeções, ele afirma que a seguradora tem participação de 10% na cidade, com 380 mil veículos segurados. O mercado hoje é dominado pela Porto Seguro.

A Bradesco Seguros também tem participação relevante. A rádio foi criada em parceria com o Grupo Bandeirantes de Comunicação. Ela conta com 22 profissionais e dez veículos que vão circular diariamente pelos principais pontos de São Paulo com as informações do trânsito.

Os ouvintes também poderão enviar informações das condições das ruas que transitam por telefone ou e-mail.

A rádio vai funcionar apenas na capital paulista. Segundo Larragoiti, há planos de levar o mesmo projeto para outras praças, como Rio de Janeiro, mas ainda nada foi decidido. Segundo ele, o mercado de seguros de carros passa por um bom momento, com o aumento de carros novos. Em média, 95% dos veículos novos são segurados. Os seguros de carros devem ter movimentado R$ 13,5 bilhões em 2006, com alta de 11%. (Por Altamiro Silva Júnior )

ESTRÉIA UMA NOVA FM EM SÃO PAULO: RÁDIO TRÂNSITO

Rádio Trânsito em São Paulo

Do Rádio Agência - Negociação intermediada pelo Grupo Bandeirantes, coloca a partir de segunda-feira, 12 de fevereiro, a seguradora carioca SulAmérica no FM paulista, em 92,1 MHz - Rádio Metropolitana Paulista Ltda de Mogi das Cruzes.

Os sócios diretores são Jair Sanzone, Amirah Saba e Jayr Mariano Sanzone.

A rádio estava com toda sua programação reservada para o pastor David Miranda da Deus é Amor. A multa contratual teria sido paga, como parte do novo acordo, que incluiria também, espaços publicitários reservados para os clientes da família Sanzone, nas emissoras do Morumbi.

Como a legislação para empresas de comunicação, não permite arrendamento ou sócios que tenham investimento estrangeiro acima dos 30%, a participação da SulAmérica, que tem expressiva participação de capital internacional (a holandesa ING com 49%), anuncia que comprou apenas mídia na Metropolitana de Mogi, com conteúdo fornecido pelo Grupo Bandeirantes. Pelo acordo porém, há uma "reserva de mercado" já que nenhuma empresa concorrente na área de seguros, poderá anunciar na emissora.

Desde o ano passado, o Rádio Agência vinha acompanhando várias tentativas de arrendamento por parte da MPM/SulAmérica/Bandeirantes para esta finalidade, todas sem sucesso pelos altos valores apresentados.

Pelo que o RA apurou, a seguradora teria aprovado ainda em 2006, um investimento total, na casa dos 15 milhões de reais a serem gastos no decorrer do contrato, que seria de 3 anos. Metade deste valor estaria reservado apenas para produção de conteúdo pela Bandeirantes. O valor contrasta com a verba anunciada para a imprensa de R$ 30 milhões de reais.

O início da campanha publicitária será no dia 10 de fevereiro com um anúncio de página dupla na Veja São Paulo e no dia 11 de fevereiro com um filme de um minuto e meio no intervalo do Fantástico.

Depois, contará com o apoio de 423 inserções do comercial nas emissoras Band, Globo, Cultura, SBT, Record e Rede TV entre os dias 12 de fevereiro e 31 de março. Além de anúncio de página dupla na Veja São Paulo, anúncios de página inteira nos principais jornais do País e uma extensa programação de mídia exterior que envolve relógios de rua e outdoors nas estradas que dão acesso a São Paulo.

Segundo Aaron Sutton, sócio e diretor de criação da MPM - agência responsável pelo projeto, o conceito é focado nas pessoas: "Vamos trazer um benefício muito maior, oferecendo um canal de serviço para o paulistano na hora que ele quiser, com um rodízio de informações sobre a situação do trânsito em todos os cantos da cidade. Nunca São Paulo precisou tanto de um serviço como esse. Estamos usando a comunicação por conteúdo como um meio e não como um fim."

A Rádio Trânsito Sul América contará com uma equipe de vinte e dois profissionais, entre eles, oito repórteres, seis âncoras e dez viaturas que estarão circulando pela cidade todos os dias descobrindo os melhores caminhos.

Objetivo e Problemas

O objetivo claro da seguradora é aumentar sua visibilidade, num mercado dominado pela Porto Seguro Seguros, que detêm 29% contra 9% da SulAmérica Seguro Auto e BB Seguro Auto juntos (Banco do Brasil e SulAmérica são parceiros comerciais).

Porém, a seguradora carioca terá que trabalhar com o departamento técnico e jurídico do grupo Bandeirantes para melhorar a recepção. Emissoras que operam clandestinamente em 91,9 MHz e 92,3 MHz poderão atrapalhar e muito, a qualidade do áudio da 92,1 MHz de Mogi.

Nesta terça, o Rádio Agência constatou várias zonas de interferência em algumas importantes regiões de São Paulo, até com perda total do sinal. A programação era musical, adulta. Um mix de Alpha e Nova Brasil FM, mais adultas. Um sinal, que trânsito e programação musical adulto contemporânea poderão conviver na grade artística.




voltar

© 2004. Todos os direitos reservados. Expressamente proibido a publicação e/ou utilização deste conteúdo sem autorização.

Meu humor:


  Escutando todas!

Magaly Prado é radiomaker e jornalista. Na Faculdade Cásper Líbero, onde fez pós-graduação em Comunicação Jornalística, é professora de Produção e Direção de Rádio, no curso de Rádio e TV, lá desenvolveu pesquisa sobre rádios autônomas na Internet. É mestranda em “Tecnologias da Inteligência e Design Digital”, na PUC/SP. Dá aulas de Jornalismo Especializado e Técnicas de Comunicação Audiovisual, no curso de Jornalismo da Uniban. Publicou "Produção de Rádio - Um Manual Prático" pela editora Campus/Elsevier.
 Leia mais
 Cursos de Rádio
 Palestras sobre Rádio

 Fale Conosco

 Eventos do mês

  Ouça entrevista com a Magaly

Histórico:
Ver mensagens anteriores

 Sugestão de leitura

LINKS
 Rádio Uol
 Site da minha filhota
 Ondas Curtas
 Hélio Ribeiro
 Uolk


Pesquisas interessantes:
  O que a classe "A" ouve?

Matérias polêmicas:
  89FM vira 89 Pop
  Vem aí a rádio MTV FM
  Record compra Guaíba AM/FM

  SulAmérica Trânsito FM

Entrevistas especiais:
  Paulo Bonfá
  João Gordo detona 89

  Paulo Lopes
  Fiori Giglioti 

Envie sua foto p/o álbum dos radioamantes

www.flickr.com