Magaly Prado - Notícias sobre Rádio z

Coloque o selo da Magaly no seu site!

O blog da Magaly vira sua página principal

Adicione ao seu Del.icio.us

Lançamento do meu livro foi dia 7/6 na Fnac Paulista. Saiba mais Veja as fotos

Add to Technorati Favorites

Quem é cadastrado ganha brindes. Cadastre-se agora

  Top ten do leitor-ouvinte

Dial FM de SP:
   Gazeta
   89
   Nova Brasil

 Dial completo
 Dials de outras cidades

 Curiosidades

Computando seu voto...
Carregando resultado

Total de votos:

RSS: Clique com o botão direito do mouse sobre a pílula laranja e copie o endereço RSS deste blog para seu leitor preferido

XML/RSS Feed

www.flickr.com
This is a Flickr badge showing photos in a set called Radiofotos. Make your own badge here.


Hoje comemora-se o 150º aniversário de nascimento do padre cientista Roberto Landell de Moura

 

Aqui, em arquivo pdf, artigo publicado no Zero Hora, em Porto Alegre.

Um cientista múltiplo e inquieto, coisa rara, por Mauro Toralles.

-----

Do Jornalistas & Cia - Há 150 anos nascia o brasileiro que inventou o rádio

Nesta sexta-feira, 21 de janeiro, o Brasil celebra o sesquicentenário de nascimento do padre-cientista Roberto Landell de Moura, inventor brasileiro do rádio e Pai das Telecomunicações. Uma série de atividades foi programada para este dia, entre elas o lançamento de selo e carimbo alusivos ao tema pelos Correios nas cidades de Porto Alegre, Campinas e Brasília.

Ironia do destino, embora seja um dos maiores gênios dos séculos XIX e XX, por suas invenções e atuação científica, Landell de Moura, gaúcho de Porto Alegre nascido no dia 21 de janeiro de 1861, é ignorado em seu próprio País, onde as crianças continuam aprendendo que o inventor do rádio foi o italiano Guglielmo Marconi.

Com o conhecimento teórico e a inquietude dos que estão à frente de seu tempo, Roberto Landell de Moura transmitiu a voz humana à distância, sem fio, pela primeira vez no mundo. Foi também pioneiro ao projetar aparelhos para a transmissão de imagens (a TV) e textos (o teletipo). Previu que as ondas curtas poderiam aumentar a distância das comunicações e também utilizou-se da luz para enviar mensagens, princípio das fibras ópticas. Tudo está documentado por patentes, manuscritos, noticiário da imprensa no Brasil e no exterior e testemunhos.

As pioneiras transmissões de rádio aconteceram no final do século XIX, ligando o alto de Santana – o Colégio Santana – à emblemática Avenida Paulista, que hoje abriga diversas antenas de emissoras de rádio e de TV.

Ao transmitir a voz, Landell se diferenciou de Marconi. O cientista italiano inventou o telégrafo sem fios, ou seja, a transmissão de sinais em código Morse (conjunto de pontos e traços) e não o rádio tal como o conhecemos.

As experiências do padre Landell não sensibilizaram autoridades e nem patrocinadores. Pior: um grupo de fiéis achou que o padre "falava com o demônio" e destruiu seus aparelhos.

Mesmo tendo patenteado o rádio no Brasil (1901), Landell não obteve reconhecimento. Decidiu, então, viajar para os Estados Unidos, onde conseguiu, em 1904, três cartas patentes. De volta ao Brasil, quis fazer uma demonstração das suas invenções no Rio de Janeiro, mas, por um erro de avaliação, o Governo não lhe deu a oportunidade. Depois, ele seria "forçado" a abandonar as experimentações científicas. Morreu no ostracismo e o Brasil importou tecnologia para entrar na era das radiocomunicações!

Landell de Moura está, agora, já em pleno século XXI, prestes a ver seu nome inscrito no Livro dos Heróis da Pátria, depositado no Panteão Tancredo Neves, graças ao Projeto de Lei do senador Sérgio Zambiasi, que está atualmente em análise na Câmara dos Deputados. Estará, desse modo, ao lado de outros heróis como Tiradentes, Zumbi dos Palmares, Santos Dumont e Oswaldo Cruz.

Também receberá, em fevereiro, o título post-mortem de Cidadão Paulistano (que Marconi recebeu em vida), por iniciativa do vereador Eliseu Gabriel.

Há anos, ele é o patrono dos rádio amadores brasileiros e seu nome está em ruas e praças de várias cidades, em instituições públicas e em livros publicados no Brasil e no Exterior.

O Brasil tem agora a oportunidade de reconhecer a obra científica de Landell e incluir os seus feitos no currículo escolar obrigatório do ensino básico. É por isso que luta o MLM – Movimento Landell de Moura, integrado por voluntários de diferentes áreas, que construiu um site - www.mlm.landelldemoura.qsl.br – para angariar assinaturas em prol desse reconhecimento. Vale registrar que o MLM não tem fins político-partidário, religiosos, financeiros ou de promoção pessoal.

Responsáveis pelas informações e fontes para eventuais consultas:

Hamilton Almeida (hamilton_xxi@yahoo.com)
Zeza Loureiro (zezal@terra.com.br)
Eduardo Ribeiro (eduribeiro@jornalistasecia.com.br)

 



Escrito por Magaly Prado às 01h09
[ ] [ envie esta mensagem ]


Foto pré-Histórica da lendária equipe da Rádio Gazeta AM 890

São Paulo, 1993


Em pé: Mauro Betting, Pedro Luiz Júnior, Ricardo Capriotti, Regiane Ritter,Ricardo Wagner, Dirceu Cabrail, Eduardo Luiz (Ligeirinho), Marcelo Di Lallo, Jarbas Duarte. Sentados: Enio Rodrigues, José Diniz Neto, Silvio Valente, Jiane Carvalho e Pedro Luiz

***

legenda do Silvio Valente no Facebook



Escrito por Magaly Prado às 11h41
[ ] [ envie esta mensagem ]


I love radio

Eu estava em férias quando soube do morador de rua com a voz de ouro. Acho que os radioamantes já ouviram também, mas para quem não viu o vídeo, aí está. Sua frase final: "I love radio".



Escrito por Magaly Prado às 22h25
[ ] [ envie esta mensagem ]


Programa "Momento Jazz" estreia na Mit FM

A partir desta semana, a Mit FM leva ao ar boletins dedicados ao jazz. Sob o comando de Walter Mendes, o “Momento Jazz” destaca os sucessos dos grandes nomes do gênero, além de contar curiosidades sobre os artistas. “Vou contar informações interessantes dos artistas e chamar a atenção para alguns aspectos das músicas”, afirma o apresentador. O “Momento Jazz” vai ao ar de segunda a sexta às 11h45 e às 19h55. (da assessoria do grupo Bandeirantes de Rádio)



Escrito por Magaly Prado às 21h57
[ ] [ envie esta mensagem ]


Primeira transmissão de rádio

No especial "De Deodoro a Dilma" do Estadão, no qual um painel mostra um histórico com todos os presidentes do Brasil, a primeira transmissão de rádio é arrolada. Veja ao clicar em Cultura na página do Epitácio Pessoa. (dica do Léo Engelman)



Escrito por Magaly Prado às 17h26
[ ] [ envie esta mensagem ]


Rádio mineira alvejada por explosivos

 

Do Comunique-se - A rádio mineira Sim (93.7 FM) foi atingida durante a noite de ontem (13/1) por explosivos, que destruiu toda a aparelhagem de comunicação, como informou a Polícia Militar. Naquele mesmo dia, o proprietário da Sim teve sua casa alvejada por 5 tiros, mas ninguém ficou ferido. Segundo os moradores de Mantena, cidade onde os dois casos ocorreram, os disparos foram feitos por apenas um homem.

Para o delegado Alfredo Resende, que está averiguando o caso, o primeiro passo da polícia de Mantena será descobrir uma possível ligação entre os dois crimes. A respeito das prinicipais suspeitas, Resende respondeu em entrevista à TV Globo. “Pode ser desde uma disputa pessoal, passando por problemas de concorrência comercial ou até mesmo divulgação de fatos contra a administração municipal”.

Os concorrentes da rádio Sim em Mantena são a Líder FM, que não atendeu aos contatos da reportagem, e a 13 de Junho FM,que não quis comentar o caso.

A assessoria de comunicação da Prefeitura de Mantena disse que não tem envolvimento algum com os ataques à rádio Sim e à residência de seu proprietário.

 



Escrito por Magaly Prado às 17h00
[ ] [ envie esta mensagem ]

© 2004. Todos os direitos reservados. Expressamente proibido a publicação e/ou utilização deste conteúdo sem autorização.
Meu humor:

  Escutando todas!

Magaly Prado é jornalista, radiomaker, professora universitária e escritora. Doutoranda em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP e bolsista da CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior. É Mestre em Tecnologias da Inteligência e Design Digital pela PUC-SP, pós-graduada em Comunicação Jornalística pela Faculdade Cásper Líbero, onde cursou Jornalismo e na qual ministra aulas de Produção de Rádio e Radiojornalismo II e pesquisa Publicidade no Rádio, no CIP –Centro Interdisciplinar de Pesquisa. Ministra também aulas de Linguagem Aplicada ao Audiovisual, Jornalismo On-line e Livro-Reportagem na FMU –Faculdades Metropolitanas Unidas– e Introdução ao Jornalismo na ESPM –Escola Superior de Propaganda e Marketing. É professora convidada do MBA de Rádio e TV da Universidade de Tuiuti do Paraná (UTP), no qual ministra Roteiro Avançado de Rádio. Publicou os livros "Produção de Rádio - Um Manual Prático" pela editora Campus/Elsevier, em 2006, e “Webjornalismo” pela LTC/ GEN, em 2010, quando criou uma página com informações aumentadas em .
 Leia mais
 Cursos de Rádio
 Palestras sobre Rádio

 Fale Conosco
 Responda quatro perguntas sobre rádio na web, por favor

 Eventos do mês

  Ouça entrevista com a Magaly

Histórico:
Ver mensagens anteriores

 Sugestão de leitura

LINKS
 Radio Uol
 Site da minha filhota
 Ondas Curtas
 Helio Ribeiro
 Uolk


Pesquisas interessantes:
  O que a classe "A" ouve?

Matérias polêmicas:
  89FM vira 89 Pop
  Vem aí a rádio MTV FM
  Record compra Guaíba AM/FM

  SulAmérica Trânsito FM

Entrevistas especiais:
  Paulo Bonfá
  João Gordo detona 89

  Paulo Lopes
  Fiori Giglioti





Por problemas técnicos, este contador zerou e recomeçou a contar a partir de novembro


powered by ODEO