Magaly Prado - Notícias sobre Rádio z

Coloque o selo da Magaly no seu site!

O blog da Magaly vira sua página principal

Adicione ao seu Del.icio.us

Lançamento do meu livro foi dia 7/6 na Fnac Paulista. Saiba mais Veja as fotos

Add to Technorati Favorites

Quem é cadastrado ganha brindes. Cadastre-se agora

  Top ten do leitor-ouvinte

Dial FM de SP:
   Gazeta
   89
   Nova Brasil

 Dial completo
 Dials de outras cidades

 Curiosidades

Computando seu voto...
Carregando resultado

Total de votos:

RSS: Clique com o botão direito do mouse sobre a pílula laranja e copie o endereço RSS deste blog para seu leitor preferido

XML/RSS Feed

www.flickr.com
This is a Flickr badge showing photos in a set called Radiofotos. Make your own badge here.


Jornalista lança obra inédita sobre radionovelas

Uma obra inédita sobre a origem das radionovelas até a sua chegada no meio radiofônico será lançada no próximo dia 17 de dezembro, em Florianópolis. “O que é Radioteatro » é de autoria do jornalista e escritor Ricardo Medeiros, com o selo da Editora Insular e com o apoio da Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão, Acaert. O evento vai acontecer às 19 horas no Espaço Cultural Jerônimo Coelho, na Assembléia Legislativa.

Num primeiro momento Ricardo Medeiros faz uma abordagem da literatura de novelas e em seguida dos romances de folhetins, que são no século 19 o grande produto da cultura de massa e o embrião dos dramas radiofônicos.  A novela é uma obra completa cujo gênero é entendido como uma narração breve, de construção dramática e apresentando tradicionalmente um pequeno número de personagens ao leitor, enquanto que o romance de folhetim é caracterizado pela sua publicação diária em jornal em forma de capítulos.

O próximo passo do autor é se concentrar no século 20, quando as histórias impressas vão encontrar um novo endereço: o rádio. É dada atenção às intermináveis radionovelas americanas, as soap-operas, e aos dramas lacrimejantes cubanos, dois gêneros direcionados às donas-de casa e que desde o início, nos anos 1930, foram bancados por empresas de produtos de sabão. O escritor fala ainda de outras modalidades de radioteatro a nível mundial, responsáveis por clássicos como a famosa peça completa “A Guerra dos Mundos”, dirigida por Orson Welles, e que simulou a invasão da terra por marcianos.  

Ricardo Medeiros se debruça também sobre as primeiras experiências brasileiras em termos de encenações via o então maior meio de comunicação. É contemplada a evolução do radioteatro, desde os tempos do teatro cego, em que os artistas liam ao microfone textos que não recebiam o apoio de músicas , ruídos e efeitos especiais,  até os memoráveis seriados de aventuras « Jerônimo, o Herói do Sertão »,  « O Sombra » e  « O Vingador ».

O autor enfoca na sequência a chegada das radionovelas no país, através da transmissão em 1941 do drama cubano « Em Busca da Felicidade » e da argentina « A Predestinada ». Igualmente é trazido à tona o maior sucesso de todos os tempos : « O Direito de Nascer », que vai ao ar em 1951, e que se torna uma febre nacional, nos lares de norte a sul, com os personagens Albertinho Limonta, Mamãe Dolores e Maria Helena.

Ricardo Medeiros discute também  o envolvimento íntimo e forte entre os folhetins eletrônicos e as empresas multinacionais, representadas principalmente pela americana Colgate Palmolive e pela anglo-holandesa Unilever. O endeusamento dos artistas pelo público é outro ponto em pauta nesta obra.

O escritor faz relatos igualmente a respeito dos ditos produtores de sonho. São passados em revista nomes de autores de radioteatro, como Oduvaldo Vianna, Amaral Gurgel, Mário Lago, Ivani Ribeiro e Janet Clair, que eram incumbidos de alimentar com fantasias o cotidiano da população.

Num outro momento, o autor discorre sobre a audiência do radioteatro, que a partir de 1942 foi medida pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE). O Instituto provou que os anunciantes deveriam bancar programas voltados para as mulheres, pois era a audiência feminina que prevalecia em todos os horários. O IBOPE comprovou igualmente  que as radionovelas seriam uma boa opção de investimento publicitário, uma vez que se encontravam entre os programas mais preferidos pelo público. 

Para Ricardo Medeiros a obra veio preencher uma vazio a respeito da trajetória das radionovelas no mundo e no Brasil. « Acredito que será uma grande fonte de pesquisa para estudiosos de diversos campos, como da área de comunicação e da antropologia », ressalta.  

Perfil de Ricardo Medeiros 

Ricardo Medeiros é catarinense, residente em Florianópolis. Ele é Doutor em Rádio pelo Departamento de História da Université du Maine (Le Mans – França). Relacionado diretamente com o meio radiofônico, publicou “Dramas no Rádio - a radionovela em Florianópolis nas décadas de 50 e 60”, “História do Rádio em Santa Catarina”, “Caros Ouvintes-os 60 anos do rádio em Florianópolis” e “CBN Diário: uma luz no apagão”. É professor do Curso de Jornalismo da Faculdade Estácio de Sá de Santa Catarina. Além disso, exerce a função de Assessor de Imprensa da Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis. (por Ricardo Medeiros) E-mail: ricardo.leantrodemedeiros@gmail.com. 

Serviço

O quê: lançamento do livro O Que é Radioteatro

Quando: Dia 17/12

Horário: 19h

Local: Assembléia Legislativa de Santa Catarina, espaço Jerônimo Coelho

Preço do livro: R$ 25,

Número de páginas: 112

Formato: 14x21



Escrito por Magaly Prado às 13h06
[ ] [ envie esta mensagem ]


B.A.R RELEMBRA BONS TEMPOS DAS RÁDIOS EXCELSIOR E DIFUSORA

Bons Amigos do Rádio fazem último encontro do ano na Cervejaria Papagaio Vintém

11 de dezembro - 20h

Os amantes das músicas da década de 70, sucessos tocados nas rádios Excelsior e Difusora, não podem perder o próximo encontro do B.A.R - Bons Amigos do Rádio.

No dia 11 de dezembro, a partir das 20 horas, a Cervejaria Papagaio Vintém, em Santana, abrirá espaço para o encontro com os radialistas que fizeram sucesso na época como Antonio Celso, Darcio Arruda, Sergio Bocca, Luiz Fernando Maglioca, Antonio Viviani, Dedé Gomes, Tavinho Ceschi, Cacá Correa, Jorge Helal, Élcio Mazzuco, Márcia Gimenez, Sérgio Roberto, Carlos Racy, Cesar Rosa, Angelo Vizarro, Wellington de Oliveira, Cesar Foffá, Jorginho Chamberlain,  Moisés da Rocha, Julio Cesar Aredes, Luiz Carlos Araújo, Nelson Volter,  Wilson Reganelli, Idemur de Matos, Chico Palmeiro, Franco Antônio Mangano, Paulinho Barbosa, André Barbosa Filho,  Paulo Algoragi e muitos outros profissionais que fizeram a onda musical, além de uma homenagem especial a Henrique Regis e Cayon Gadia, já falecidos.

A proposta de resgatar a história recente do rádio através de seus personagens foi um dos objetivos dos publicitários Newton Gaigher, Nilo Frateschi, Sérgio Cunha, Neder Antonio e Irineu Toledo na criação do clube. Para este último evento, decidiram privilegiar o tema da transição das rádios AM para as FM, mais musicais.

"Quando decidimos montar o B.A.R nosso objetivo era reunir pessoas que amam o rádio e que querem preservar o mais democrático veículo de comunicação que existe, destacando personagens, fatos, momentos, idéias e atuações que fizeram o rádio ser maior do que os transmissores e suas antenas", afirma Nilo Frateschi, lembrando que ao longo do ano foram tratados temas como o rádio sertanejo, as transmissões esportivas e seus cronistas, os bons tempos do programa Balancê na rádio Globo, entre outras.

Os encontros do B.A.R acontecem mensalmente em espaços adequados ao tema,já tendo sido realizados eventos no Brahma, na cantina Vila Távola e no Bar Boleiros. Desta vez, o tema discoteca privilegiou uma casa com pista de dança para os convidados se divertirem.

Serviço:

Encontro do B.A.R - Bons Amigos do Rádio
Evento aberto a todos os amantes e apreciadores de Rádio

Local: Cervejaria Papagaio Vintém - Rua Dr. Cesar, 706 - Santana - SP/SP
Dia: 11 de dezembro, quinta-feira - 20 horas

Para garantir o acesso livre ao evento (sem cobrança de entrada) é necessário confirmação de presença através do email

A consumação de bebidas e comidas fica por conta de cada participante (por Denise Monteiro)



Escrito por Magaly Prado às 13h01
[ ] [ envie esta mensagem ]


OUTRA VERSÃO RECEBE MAIA

O podcast Outra Versão recebe, no episódio dessa semana, uma interferência de Roberto Maia,

Roberto Maia

mostrando versões e covers. "Interferência" é um Outra Versão feito por um convidado. Ouça o que Maia escolheu pra tocar:

Pepino Di Capri - Girl (Beatles)
Mark Isham - Stone Free (Jimi Hendrix)
Tori Amos - Smells Like Teen Spirit (Nirvana)

Aqui o endereço direto para esse episódio

Segundo o juri do Prêmio Podcast 2008, o Outra Versão é o melhor podcast musical do ano. O resultado foi divulgado no último sábado. Veja a lista com todos os ganhadores. (por Marcos Lauro)



Escrito por Magaly Prado às 13h07
[ ] [ envie esta mensagem ]


JOTA QUEST PARTICIPA DO ESTÚDIO AO VIVO DA TRANSAMÉRICA POP

Grupo mineiro apresenta os principais sucessos em programa especial de duas horas

A banda Jota Quest é a próxima atração do Estúdio ao Vivo Especial Transamérica Pop. O programa, com duas horas de duração, será transmitido para toda a Rede Transamérica Pop no dia 10 de dezembro, a partir das 16 horas. A apresentação fica por conta da locutora Gislaine Martins.

O grupo vai tocar os principais sucessos dos 15 anos de carreira e as músicas do novo disco La Plata, sétimo da banda mineira. O álbum, foi gravado em Belo Horizonte no estúdio "Minério de Ferro", que pertence a banda.

O Jota Quest começou em 1993 e é formado por Rogério Flausino (vocais), Marco Túlio Lara (guitarra), Márcio Buezelin (teclado), Paulinho Fonseca (bateria) e PJ (baixo).

De acordo com Ruy Balla, gerente artístico da Transamérica Pop, o Jota Quest é uma das bandas mais queridas do Brasil. "Esse Estúdio Ao Vivo vai ser muito especial".

Os ouvintes podem participar do Estúdio Ao Vivo enviando perguntas para o Jota Quest através do e-mail estudioaovivo@transanet.com.br e conferir tudo o que acontece nos bastidores pelo site

O Estúdio Ao Vivo já recebeu duas vezes o prêmio de "Melhor Programa de Música ao Vivo" pela Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA). A Transamérica é uma das únicas rádios da América Latina com estrutura para este tipo de programação e já recebeu astros da música nacional e internacional desde 1990. Lulu Santos, NX Zero, Jota Quest, Charlie Brown Jr., Natiruts, The Wailers, Legião Urbana, Seal, Bruce Dickinson, foram alguns dos nomes que já marcaram presença tocando ao vivo para os ouvintes.(da assessoria de imprensa da Transamérica, Caroline Corrêa)

SERVIÇO: Estúdio Ao Vivo Transamérica Pop Jota Quest, dia 10/12, às 16h. Apresentação: Gislaine Martins. Informações: 0300 789 8870



Escrito por Magaly Prado às 12h31
[ ] [ envie esta mensagem ]

© 2004. Todos os direitos reservados. Expressamente proibido a publicação e/ou utilização deste conteúdo sem autorização.
Meu humor:

  Escutando todas!

Magaly Prado é jornalista, radiomaker, professora universitária e escritora. Doutoranda em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP e bolsista da CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior. É Mestre em Tecnologias da Inteligência e Design Digital pela PUC-SP, pós-graduada em Comunicação Jornalística pela Faculdade Cásper Líbero, onde cursou Jornalismo e na qual ministra aulas de Produção de Rádio e Radiojornalismo II e pesquisa Publicidade no Rádio, no CIP –Centro Interdisciplinar de Pesquisa. Ministra também aulas de Linguagem Aplicada ao Audiovisual, Jornalismo On-line e Livro-Reportagem na FMU –Faculdades Metropolitanas Unidas– e Introdução ao Jornalismo na ESPM –Escola Superior de Propaganda e Marketing. É professora convidada do MBA de Rádio e TV da Universidade de Tuiuti do Paraná (UTP), no qual ministra Roteiro Avançado de Rádio. Publicou os livros "Produção de Rádio - Um Manual Prático" pela editora Campus/Elsevier, em 2006, e “Webjornalismo” pela LTC/ GEN, em 2010, quando criou uma página com informações aumentadas em .
 Leia mais
 Cursos de Rádio
 Palestras sobre Rádio

 Fale Conosco
 Responda quatro perguntas sobre rádio na web, por favor

 Eventos do mês

  Ouça entrevista com a Magaly

Histórico:
Ver mensagens anteriores

 Sugestão de leitura

LINKS
 Radio Uol
 Site da minha filhota
 Ondas Curtas
 Helio Ribeiro
 Uolk


Pesquisas interessantes:
  O que a classe "A" ouve?

Matérias polêmicas:
  89FM vira 89 Pop
  Vem aí a rádio MTV FM
  Record compra Guaíba AM/FM

  SulAmérica Trânsito FM

Entrevistas especiais:
  Paulo Bonfá
  João Gordo detona 89

  Paulo Lopes
  Fiori Giglioti





Por problemas técnicos, este contador zerou e recomeçou a contar a partir de novembro


powered by ODEO