Magaly Prado - Notícias sobre Rádio z

Coloque o selo da Magaly no seu site!

O blog da Magaly vira sua página principal

Adicione ao seu Del.icio.us

Lançamento do meu livro foi dia 7/6 na Fnac Paulista. Saiba mais Veja as fotos

Add to Technorati Favorites

Quem é cadastrado ganha brindes. Cadastre-se agora

  Top ten do leitor-ouvinte

Dial FM de SP:
   Gazeta
   89
   Nova Brasil

 Dial completo
 Dials de outras cidades

 Curiosidades

Computando seu voto...
Carregando resultado

Total de votos:

RSS: Clique com o botão direito do mouse sobre a pílula laranja e copie o endereço RSS deste blog para seu leitor preferido

XML/RSS Feed

www.flickr.com
This is a Flickr badge showing photos in a set called Radiofotos. Make your own badge here.


PEÇO AJUDA AOS RADIOAMANTES

Leitores do blog não param de me avisar que a Jovem Pan FM vai transmitir futebol a partir deste final de semana. Alguns escreveram nos comentários (leia no final dos posts abaixo).

A 105 estava fazendo o mesmo. Alguém sabe se continua? Lembro-me que entrevistei o Bruno Prado, filho do Flávio Prado (não são meus parentes, hein!), por lá. E que eles estavam garantindo a audiência dos ouvintes que gostam de rap que costumavam sintonizar a emissora de Jundiaí (SP), à noite.

Outra que possui até equipe de esportes é a Transamérica. O Gavião, humorista de plantão, é bem engraçado.

Já a CBN mudou o estilo de cobertura do futebol: com menos emoção e mais informação. Tem dado certo? Peço ajuda aos leitores radioamantes com suas opiniões, porque não acompanho jogo.

E vamos conferir a transmissão das jornadas esportivas pela Pan FM. Quero a opinião de vocês, ok?



Escrito por Magaly Prado às 14h58
[ ] [ envie esta mensagem ]


Rádio Globo recupera domínio na internet

Do Valor Econômico/ no Music News - A câmara de arbitragem da Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) determinou que o nome de domínio na internet "globoradio.com" seja transferido para a Rádio Globo. O domínio estava nas mãos de uma empresa americana chamada Vanilla Limited, considerada no julgamento como um "cybersquatter". Este é o jargão cibernético usado para designar o indivíduo que registra domínios contendo marcas ou nomes famosos com o objetivo de vendê-los mais tarde e lucrar com o negócio. O árbitro da OMPI, Alejandro Garcia, entendeu que havia evidências suficientes de que a Vanilla Limited registrou o nome de domínio já conhecendo a marca da Rádio Globo e a usava para ganho comercial. Além disso, Garcia lembrou que a empresa americana possui um histórico no próprio Fórum de Arbitragem da OMPI de registro de domínios que reproduzem marcas famosas. A Vanilla Limited aceitou a decisão arbitral e não recorreu à Justiça.

Escrito por Magaly Prado às 14h30
[ ] [ envie esta mensagem ]


BLUE BUS DÁ INFORMAÇÃO EQUIVOCADA SOBRE RÁDIO

Do Rádio Agência - Nota publicada agora a tarde pelo site Blue Bus cita pesquisa da Bridge Ratings (empresa americana especializada em medição de audiência de rádio online e off-line, satélite e formatos correlatos) afirmando que "jovens usam mais a internet e têm cada vez menos tempo para o rádio".

A nota diz ainda que "para 33% dos usuarios, o consumo de radio caiu para dar espaço a mais tempo para a web. Para 10% dos pesquisados, no entanto, nao há tempo para ouvir rádio".

Bem, quem for ao site
eMarketer, usado como fonte para Blue Bus, e ler a notícia em inglês verá que a informação está errada.

O texto diz na realidade que para 10% de jovens na faixa entre 15 e 24 anos o consumo de rádio SUBIU.

33% dos jovens americanos estão usando mais a internet em detrimento do rádio,sim. Mas e as rádios online, que entram na pesquisa como web? Quase off topic: mas eu, na flor de meus 45 anos estou ouvindo neste instante a BBC Radio 4 via web. Isso não quer dizer que abandonei o rádio.

Quase tão chato quanto ler uma informação errada é ver a sardinha ser puxada para o outro lado dizendo que o rádio, pra variar, caminha ladeira abaixo. E pior: falando diretamente ao mercado publicitário.

Ainda digno de nota e omitido: o site usado como fonte pelo Blue Bus diz que os jovens estão passando mais tempo na internet em sites como Youtube (23%) do que assistindo TV (22%).

Ou seja: o jovem americano, com amplo acesso a banda larga e bons computadores, anda preferindo a internet que outras mídias.

Por quê só o rádio é citado? (por Ênio Martins)

E eu estou ouvindo a KLOS enquanto blogo.



Escrito por Magaly Prado às 16h34
[ ] [ envie esta mensagem ]


RÁDIO ATUAL PREPARA SEU SITE

Gleides Xavier dá o recado:
"
Ótimas notícias!!!
Agora se vc quiser acompanhar o meu programa pela internet já pode.Clique aqui ou
anote aí www.radioatual.com.br, ou 94,1. O Som do Barzinho vai ao ar de segunda à
sexta, das 19h às 21h e aos sábados das 13h às 16h."



Escrito por Magaly Prado às 16h27
[ ] [ envie esta mensagem ]


Transamérica é a rádio oficial da FutCup 2007

Emissora faz a cobertura da maior competição intercolegial de São Paulo

Em parceria com a TTK - Tática Marketing Esportivo, a Rádio Transamérica São Paulo estará presente em um dos principais eventos de futebol intercolegial da capital paulista: a FutCup.

A partir de amanhã, a emissora terá boletins informativos no programa ‘Galera Gol’, links ao vivo direto dos locais dos jogos e fará também diversas ações promocionais durante as partidas.

A FutCup 2007, que vai reunir 70 mil alunos de mais de 50 colégios particulares de São Paulo conta com o patrocínio da Perdigão e co-patrocínio de Schin Guaraná, Lojas Centauro e Penalty.

"Estamos muito felizes com o sucesso da FutCup. Este ano temos um número recorde de equipes participantes. Isto se reflete também no apoio das empresas patrocinadoras. Estamos dentro das principais escolas de São Paulo e com a parceria da Transamérica, estamos caminhando para ser o mais importante evento esportivo infanto-juvenil do país", diz Gustavo Resende, sócio diretor da TTK - Tática Marketing Esportivo.Mais informações aqui. (por Renato Coelho)


Escrito por Magaly Prado às 16h23
[ ] [ envie esta mensagem ]


Podcast ganha corpo e atrai publicidade

Do AdNews-  O mercado global de publicidade começa a intensificar suas apostas em um recente formato de mídia. Ambientado no universo virtual, apenas em 2006, o formato "Podcasting", distribuição de áudio, vídeo ou fotos pela web, atraiu US$ 80 milhões em investimentos. Em 2011, a estimativa é que o número atinja US$ 400 milhões revela pesquisa realizada pela empresa eMarketer.

Para o executivo de Contas da agência Ogilvy, Marcelo Reali, embora o volume pareça expressivo, a realidade no cenário brasileiro ainda é contrária. "Pode ser que no exterior o negócio seja muito maior, porém em termos nacionais, a novidade ainda engatinha, é tudo muito novo", declara.

Segundo Reali, há duas formas mais relevantes de se pensar inserções publicitárias no formato Podcasting. "À medida que o número de produtores independentes de conteúdo aumentar, empresas patrocinarão diretamente os programas de variadas maneiras. Mas existe um outro modelo, mais utilizado, no qual anunciantes procuram o formato para
divulgar seus produtos", explica. O executivo mostra otimismo com relação à aderência da novidade pelo comércio brasileiro e acredita que a tendência é o podcast disputar anúncios com outros canais de comunicação mais tradicionais, como o rádio por exemplo.

Já para o diretor geral da
PodCasting Brasil, Raul Medici Ferreira, os números e previsões apontados na pesquisa norte-americana são superestimados. "É um exagero pensar em tal cifra quando se fala sobre publicidade nesse tipo de mídia", afirma.

Segundo ele, o mais plausível na atual realidade de ampliação do sistema é pensar a forma de patrocínio direcionada aos programas."A campanha tem que promover a marca ao invés do produto. Por isso prefiro pensar em canais patrocinados pelo próprio anunciante, justifica.

De acordo com Ferreira, a visibilidade da
divulgação não é comparável a nenhum outro meio de veiculação. "O target é diferente. Ao se tratar de Podcast, o usuário é quem procura o conteúdo, enquanto que em outros meios, prevalece o caminho inverso".
Para o profissional, o tempo de exibição da mensagem exposta também deve ser revisto. "Sugerimos aos nossos
clientes , baseados em pesquisas, que reduzissem a menos de dez segundos a mensagem, pois acima disso, o usuário tende a fugir do conteúdo", finaliza.


Sobre Podcast

Surgido em meados do ano de 2004, o conceito do Podcast é creditado ao ex-VJ da MTV Adam Curry, que criou o primeiro agregador do formato usando applescript e disponibilizou o código na internet, para que outros programadores pudessem ajudar. Pelo sistema, o usuário se cadastra por meio de assinatura e recebe as atualizações do conteúdo de maneira automática e pode reproduzi-las em tanto no
computador , quanto em plataformas que suportem os arquivos de áudio . Marcelo Gripa - Adnews


Escrito por Magaly Prado às 14h01
[ ] [ envie esta mensagem ]


Sindicato manifesta-se sobre venda da Rádio e TV Guaíba para a Igreja Universal

Do SJPRS no Portal Impensa: Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul



A venda da concessão pública da Rádio Guaíba AM, Rádio Guaíba FM e TV Guaíba para a Igreja Universal, proprietária da Record, mostra mais uma vez como os empresários e o Governo tratam a Comunicação no Brasil: um negócio como outro qualquer, altamente rentável, sem nenhuma responsabilidade ou compromisso social. Todos sabem que a operação de emissoras de rádio e TV dependem de concessão pública definida e delimitada em lei federal. 

Se, por qualquer razão, o permissionário não está mais interessado em operar, deve devolver sua licença ao Ministério das Comunicações e negociar apenas o patrimônio físico - prédios e equipamentos. Neste caso, como em todos os "negócios" que ocorrem no Brasil, os donos da mídia privada vendem as concessões públicas com toda a liberdade e cumplicidade do Governo Federal. Ganham dinheiro com o que não é seu, mas de toda a sociedade brasileira. Pergunta-se: para que serve a lei?

A entrada da Rede Record no Rio Grande do Sul reforça a supremacia da produção das grandes redes nacionais em detrimento das emissoras de programação de conteúdo local e regional, outra distorção típica da Comunicação no Brasil. A venda, estimada em R$100 milhões, encaminha questões que os envolvidos no negócio devem esclarecer à sociedade o mais breve possível:

- Quando a Rede Record começa a operar a TV e as rádios?
- Como ficará o contrato da rede paulista com a TV Pampa?
- A Rede Record investirá em produções locais ou se limitará a transmitir os eventos religiosos da Igreja Universal?
- A TV Pampa se tornará uma emissora independente ou vai negociar a entrada em uma nova rede nacional?

E, também de suma importância, como ficarão os empregos dos colegas jornalistas e radialistas que hoje trabalham nas emissoras envolvidas no negócio? Para buscar respostas a essas perguntas, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS está solicitando à direção da Rede Record, em São Paulo, uma reunião para saber da empresa como será o processo de implantação em Porto Alegre, e que encaminhamentos dará a estas questões.

* Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul



Escrito por Magaly Prado às 13h53
[ ] [ envie esta mensagem ]


Costa e Semeghini definem cooperação sobre concessões de rádio e TV

Do IG - Último Segundo Mundo Virtual - O ministro das Comunicações, Hélio Costa, e o presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara, deputado Júlio Semeghini (PSDB-SP), acertaram, há pouco, uma cooperação entre o ministério e a comissão para a elaboração de propostas de novas regras sobre tramitação dos processos de outorga e renovação de concessões de rádio e televisão.

A comissão decidiu hoje suspender, por 30 dias, a tramitação de 150 processos desse tipo até que uma subcomissão, coordenada pela deputada Luíza Erundina (PSB), conclua a proposta de novas regras.

Em dezembro do ano passado, a comissão rejeitou 83 processos de outorga de retransmissoras de rádio e televisão, porque estavam faltando documentos. Foi a primeira vez que a comissão rejeitou processos dessa natureza.

O ministro Hélio Costa, que teve encontro com Semeghini na Câmara, concordou que é necessário atualizar alguns procedimentos para tornar mais ágil o processo de análise dos pedidos de outorgas e concessões.

Também foi acertada por Hélio Costa e Semeghini uma integração entre o ministério e a comissão para discutir outros temas, como políticas públicas que utilizem recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) e do Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (Fistel). "Nossas posições são convergentes", disse Hélio Costa.

A comissão terá ainda um representante no Conselho Consultivo que será criado pelo ministério para elaborar uma proposta de lei de comunicação de massa. Essa lei terá regras para os setores de radiodifusão, internet, TV por assinatura e telefonia.



Escrito por Magaly Prado às 13h31
[ ] [ envie esta mensagem ]


Rádio Roquette Pinto, ligada ao Governo do RJ, passa por reformulação

Da Redação do Portal IMPRENSA - Buscando resgatar sua qualidade e audiência, a rádio Roquette Pinto, ligada ao Governo do Rio de Janeiro, está dando início a uma reformulação total na programação e linha editorial.

Em entrevista ao jornal O Globo, o novo presidente da emissora, o ex-senador (PSDB) Artur da Távola, fez coro a Eugênio Bucci, comandante da Radiobrás, agência estatal de notícias.

Távola criticou a partidarização da rádio, chamada até este ano apenas de Roquette. "Não havia uma preocupação educativa, mas político-partidária. A rádio foi descaracterizada", afirmou ao jornal carioca.

O novo dirigente, que assumiu o cargo há dois meses, classificou as transformações implantadas de "radicais".

A primeira medida foi resgatar o nome de rádio Roquette Pinto e informar aos ouvintes que a emissora é pública e ligada ao Governo estadual.

Távola, que promoveu uma campanha de arrecadação de discos – visando a formação de um acervo próprio, até então inexistente –, quer fazer da emissora uma rádio "popular sem ser populista, cultural sem ser elitista".

O excesso de funk deve dar espaço a programas mais refinados, com espaço para o samba de raiz, MPB, jazz e músicas clássicas.



Escrito por Magaly Prado às 22h48
[ ] [ envie esta mensagem ]

© 2004. Todos os direitos reservados. Expressamente proibido a publicação e/ou utilização deste conteúdo sem autorização.
Meu humor:

  Escutando todas!

Magaly Prado é jornalista, radiomaker, professora universitária e escritora. Doutoranda em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP e bolsista da CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior. É Mestre em Tecnologias da Inteligência e Design Digital pela PUC-SP, pós-graduada em Comunicação Jornalística pela Faculdade Cásper Líbero, onde cursou Jornalismo e na qual ministra aulas de Produção de Rádio e Radiojornalismo II e pesquisa Publicidade no Rádio, no CIP –Centro Interdisciplinar de Pesquisa. Ministra também aulas de Linguagem Aplicada ao Audiovisual, Jornalismo On-line e Livro-Reportagem na FMU –Faculdades Metropolitanas Unidas– e Introdução ao Jornalismo na ESPM –Escola Superior de Propaganda e Marketing. É professora convidada do MBA de Rádio e TV da Universidade de Tuiuti do Paraná (UTP), no qual ministra Roteiro Avançado de Rádio. Publicou os livros "Produção de Rádio - Um Manual Prático" pela editora Campus/Elsevier, em 2006, e “Webjornalismo” pela LTC/ GEN, em 2010, quando criou uma página com informações aumentadas em .
 Leia mais
 Cursos de Rádio
 Palestras sobre Rádio

 Fale Conosco
 Responda quatro perguntas sobre rádio na web, por favor

 Eventos do mês

  Ouça entrevista com a Magaly

Histórico:
Ver mensagens anteriores

 Sugestão de leitura

LINKS
 Radio Uol
 Site da minha filhota
 Ondas Curtas
 Helio Ribeiro
 Uolk


Pesquisas interessantes:
  O que a classe "A" ouve?

Matérias polêmicas:
  89FM vira 89 Pop
  Vem aí a rádio MTV FM
  Record compra Guaíba AM/FM

  SulAmérica Trânsito FM

Entrevistas especiais:
  Paulo Bonfá
  João Gordo detona 89

  Paulo Lopes
  Fiori Giglioti





Por problemas técnicos, este contador zerou e recomeçou a contar a partir de novembro


powered by ODEO