Magaly Prado - Notícias sobre Rádio z

Coloque o selo da Magaly no seu site!

O blog da Magaly vira sua página principal

Adicione ao seu Del.icio.us

Lançamento do meu livro foi dia 7/6 na Fnac Paulista. Saiba mais Veja as fotos

Add to Technorati Favorites

Quem é cadastrado ganha brindes. Cadastre-se agora

  Top ten do leitor-ouvinte

Dial FM de SP:
   Gazeta
   89
   Nova Brasil

 Dial completo
 Dials de outras cidades

 Curiosidades

Computando seu voto...
Carregando resultado

Total de votos:

RSS: Clique com o botão direito do mouse sobre a pílula laranja e copie o endereço RSS deste blog para seu leitor preferido

XML/RSS Feed

www.flickr.com
This is a Flickr badge showing photos in a set called Radiofotos. Make your own badge here.


Roxane Ré ao vivo e em cores

O programa "CBN Noite Total", da Rede CBN, será especial, pois acontece ao vivo, na Sala Itaú Cultural , nesta segunda-feira, das 21h às 23h. Quem não gosta da voz macia da âncora Roxane Ré? Aproveite para conhecê-la e vá até lá:

O Itaú Cultural fica na avenida Paulista, nº 149, o telefone é (o/xx/11) 3268-1756.

Segundo Kátia Ueno, o programa leva aos ouvintes um resumo das notícias mais importantes do dia, passando por economia, política e entretenimento. E também entrevistas com personalidades das mais variadas áreas, tudo de uma maneira bem descontraída, leve e dinâmica.
CBN Noite Total vai ao ar de segunda a sexta, das 21h à 0h.

Participam do especial do dia 31


José Roberto de Toledo - Jornalista. Editor-chefe do Jornal do Terra.
Diretor da PrimaPágina - Produtora de conteúdo jornalístico na internet
(Foi editor da coluna Painel da Folha de São Paulo e repórter especial do mesmo jornal). Um dos primeiros jornalistas a adaptar as técnicas de CAR, Computer Assisted Reporting, ao Brasil, é diretor da Abraji, Associação Brasileira de
Jornalismo Investigativo, e consultor do Programa das Nações Unidas para o
Desenvolvimento, Pnud.

Assunto: Jornalismo na Internet. Rapidez das informações, apuração e
checagem. Relação com as outras mídias, principalmente com os jornais.

Rubens Ewald Filho - Crítico e comentarista de cinema
Assunto: Coleção Aplauso. Foram lançados os primeiros volumes da coleção
Aplauso, coordenada pelo crítico e comentarista de cinema Rubens Ewald
Filho, que retrata atores, diretores (televisão, cinema e teatro),
roteiros e registro das emissoras de TV que fazem parte da nossa memória
cultural. O objetivo é resgatar essas histórias, por meio de biografias,
pesquisa iconográfica ou textos documentais, contando fatos de interesse
da vida pessoal ou profissional dos entrevistados.

Reginaldo Ustariz Arze - Jornalista e Médico
Assunto: Livro "Vida, Morte e Ressurreição do Che", pela Editora Brasbol.
O autor, médico e jornalista boliviano, é considerado a primeira pessoa no
mundo a denunciar o assassinato de Che Guevara. No dia 9 de outubro de
1967, quando o cadáver de Che chegou a Vale Grande, em Santa Cruz de La
Sierra, na Bolívia, Reginaldo, então correspondente de guerra de um jornal
boliviano e médico sanitarista do governo, não se convenceu com a versão
oficial de que o líder havia sido assassinado em combate havia 24 horas.
Ele conta para Roxane Ré os motivos de sua suspeita. O resultado de 37 anos de investigação é o trabalho jornalístico "Vida, Morte e Ressurreição do Che", lançado em 2002 na Bolívia. A versão em português saiu no dia 5 de abril de 2004.

Chico Pinheiro - violonista e compositor
Assunto: Depois do sucesso do disco "Meia-noite Meio-dia", o músico
paulistano já está preparando as canções para o novo CD. O primeiro álbum
conta com as participações de Maria Rita Mariano, Ed Motta, Chico César,
Luciana Alves e Lenine.




Escrito por Magaly Prado às 14h58
[ ] [ envie esta mensagem ]


Paulo Bonfá na 89

Dez anos depois, Paulo Bonfá reestréia segunda-feira na 89 FM, de São Paulo, com ‘Rock e Bola‘, atração semanal, além de dropes espalhados na programação e comentários no ‘Giro 89‘.

Em 1994, os ‘Sobrinhos do Ataíde‘, programete humorístico estrelado por Bonfá, Felipe Xavier e Marco Bianchi, trouxe à tona os jovens humoristas. Na verdade, eles já faziam graça havia quatro anos na USP FM, com a ‘Rádio Alegre‘, porém foi com os personagens dos ‘Sobrinhos‘ que estouraram.

Bonfá esteve na Transamérica por um ano e meio no comando do morning show ‘Tin Tin por Tin Tin‘, das 8h às 10h.

Por que saiu da Transamérica em abril?

Estava muito puxado pelos horários de trabalho no rádio e na TV. Em geral, vou a jogos e, até chegar em casa, já passa de uma da madrugada. Domingo à noite, por exemplo, tenho programa ao vivo na TV. Com isso, entrar cedo na rádio acabava por me desgastar muito. Se eu ainda estivesse, talvez fosse pior, pois gravei 15 dias sem parar os oito programas especiais dos dez anos do ‘Rock Gol‘, da MTV.

Minha saída foi rescindir o contrato de forma amigável.

Quanto tempo você ficou fora do ar? E como foi o convite da 89?

Cerca de um mês e meio. Nunca fiquei tanto tempo longe do rádio, desde que comecei. O pessoal da 89 veio com a proposta mais agressiva.

Estréia às segundas, das 21h às 22h, ‘Rock e Gol‘, mesmo nome utilizado na época em que Casagrande comandava a atração, só que de forma isolada, ou seja, apenas às segundas. Bonfá ainda vai participar de dropes ao longo da programação e comentários no ‘Giro 89‘, das 18h às 19h.

E o que você vai fazer na 89 é parecido com o que você faz no ‘Rock Gol‘?

Não vou reproduzir o que faço na TV. É um pouco diferente, apesar do assunto ser futebol. Quero criar uma linguagem de rádio no futebol com o espírito da 89, que tem identidade forte de rock. O conceito é o mesmo, tratar o futebol como entretenimento e não como a parte fanática, violenta. Quero falar do futebol de forma leve, saindo do lugar-comum da cobertura jornalística.

Como será o formato do programa?

Estamos ressuscitando a segunda-feira à noite como esportiva. O ‘Rock e Bola‘ vai funcionar como âncora dos demais. Não se trata de uma mesa redonda, nem de um programa de debate. É um talk show de futebol. Vou convidar personalidades do meio, boleiros, dirigentes, comentaristas, pessoas do universo do futebol para um bate-papo. Não tenho pretensão de trazer a cobertura quente, porém o assunto vai girar em torno do dia-a-dia. Uma conversa descontraída, não necessariamente falar de futebol.

Haverá interação com a audiência?

O ouvinte pode telefonar, mandar cartas ou enviar e-mails. Pode também comparecer ao estúdio para assistir ao programa ao vivo. No quadro "Pressão Total", de perguntas gerais, haverá o ‘Pressão Total Rock Bola‘ para testar os conhecimentos de futebol da audiência. E, claro, os prêmios serão relacionados ao futebol, como bola autografada, camiseta de time, ingresso de jogo.

E a participação no ‘Giro 89‘? Qual será a duração?

Entro com o ‘Rock e Bola no Giro 89‘ em todo fim de tarde. São comentários sobre esporte. Às segundas e quintas, pós-rodadas, os blocos são maiores. Às terças, dia de menos assunto, mais curto. Mas sempre repercutindo o programa semanal.

E os programetes?

São os ‘Dropes Rock e Bola‘: quadros gravados de um a dois minutos ao longo do dia, com curiosidades do futebol, informações de bastidores, resultados de jogos ou só de humor.

Você só vai falar de futebol? E os outros esportes?

Tenho abertura editorial. Posso incluir na pauta assuntos referentes ao Guga ou Rubinho. Quero marcar o assunto futebol. Futebol é mais importante que o carnaval. Desde o vovô que leva o netinho, ou o office boy que encontra o chefe da empresa. Todos curtem. O ouvinte muda de casa, emprego e mulher, mas não muda de time.

Que tipo de humor você faz? Escrachado, inteligente?

Nunca ninguém me fez esse tipo de pergunta. Nem pensei nisso, mas posso dizer o tipo de humor que gosto, que acompanho, é mais non sense. Gosto de Monty Python, Luís Fernando Veríssimo. Meu humor pode parecer elitizado, é para quem lê jornal, ou imbecilóide, quando pego coisas do universo infantil.

Marco Bianchi já trabalha na 89. Você não pensou em chamá-lo para seu programa?

Até convidei. Porém ele está comprometido com outros projetos. Está sem tempo.

Atualmente, você pende mais para o rádio ou para a TV?

Rádio é um vírus. Fiquei poucas semanas fora do ar e parece que falta alguma coisa, como se eu estivesse com a cueca por cima da calça. O desafio do rádio é criar coisas diferentes. Minha preocupação é com a plástica, a produção sonora, as trilhas e vinhetas. Quero preparar tudo que vai para o ar. Em geral, deixam a plástica para segundo plano, achando que o importante é a falação. Vou ter cuidado com a produção sonora. Na TV tenho muito para realizar. Me divido entre os dois com carinho, enquanto der para conciliar os dois.



Escrito por Magaly Prado às 17h48
[ ] [ envie esta mensagem ]


Olha o Caversan me apresentando....

Magaly Prado é da turma que entende de rádio

Luiz Caversan

Você sabe como os brasileiros tomaram conhecimento de que a Segunda Guerra Mundial tinha estourado na Europa?

Em setembro de 1939, o jornalista Hermínio Sachetta (1902-1982), comunista histórico, ouvia a rádio Moscou em seu aparelho de ondas curtas, quando veio a bomba: as tropas de Hitler invadiram a Polônia, dando início ao maior conflito do século 20.

Rapidamente o jornalista espalhou a notícia, que só chegaria ao país muito tempo depois, com uma agilidade que só foi possível por conta daquele fantástico meio de comunicação.

Reconto este caso só para lembrar a importância histórica do rádio e para louvar sua permanência como um meio de comunicação maravilhoso.

E também para saudar a reestréia do principal espaço destinado ao rádio na internet, sempre sob o comando de Magaly Prado.

Assim como o era Sachetta, mais de 50 anos atrás, Magaly é uma radiomaníaca.

Sabe tudo sobre o tema _do jornalismo ao entretenimento, da prestação de serviço às novidades tecnológicas, artísticas, esportivas, enfim...

Assim como Sachetta, ela, eu, há um batalhão de gente apaixonada pelo universo radiofônico.

Todos nós um pouco mais felizes agora, que sabemos onde buscar as novidades do que se quer ouvir na tela do computador.

Boa nova.

Luiz Caversan é repórter especial da Folha de S. Paulo e colunista da Folha Online

( http://www1.folha.uol.com.br/folha/pensata/caversan.shtml)



Escrito por Magaly Prado às 17h45
[ ] [ envie esta mensagem ]


Olá radioaficionado! Após quase quatro anos com a coluna no canal Pensata, da Folha Online, mudei para o UOL. Por favor, me ajude a avisar a todos os interessados em rádio do novo endereço eletrônico.

Volto a noticiar as novidades do veículo e a trazer balanços do que anda acontecendo no dial.

Conto com sua ajuda para os comentários pertinentes e para o fornecimento das informações sobre sua cidade, pois claro que não consigo ouvir todas as rádios o tempo inteiro, principalmente aquelas de fora de São Paulo que não possuem a versão na internet.

Mande-me o dial de sua cidade com o nome da rádio, a freqüência e o estilo de programação, de forma resumida.

Aquele que precisar de minha consultoria, mande-me um email, que, na medida do possível, vou respondendo. Recebo inúmeras solicitações de participação em bancas de trabalhos acadêmicos e convites para palestras. Como trabalho diariamente no jornal Agora e dou aulas na Cásper Líbero, nem sempre posso aceitar, porém, tenho especial interesse em determinados assuntos radiofônicos.

Espero que eu possa atender a sua curiosidade em relação ao rádio. E que possamos trocar muitas figurinhas sobre esse meio de comunicação tão querido!

Beijos sonoros!

Magaly



Escrito por Magaly Prado às 17h34
[ ] [ envie esta mensagem ]

© 2004. Todos os direitos reservados. Expressamente proibido a publicação e/ou utilização deste conteúdo sem autorização.
Meu humor:

  Escutando todas!

Magaly Prado é jornalista, radiomaker, professora universitária e escritora. Doutoranda em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP e bolsista da CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior. É Mestre em Tecnologias da Inteligência e Design Digital pela PUC-SP, pós-graduada em Comunicação Jornalística pela Faculdade Cásper Líbero, onde cursou Jornalismo e na qual ministra aulas de Produção de Rádio e Radiojornalismo II e pesquisa Publicidade no Rádio, no CIP –Centro Interdisciplinar de Pesquisa. Ministra também aulas de Linguagem Aplicada ao Audiovisual, Jornalismo On-line e Livro-Reportagem na FMU –Faculdades Metropolitanas Unidas– e Introdução ao Jornalismo na ESPM –Escola Superior de Propaganda e Marketing. É professora convidada do MBA de Rádio e TV da Universidade de Tuiuti do Paraná (UTP), no qual ministra Roteiro Avançado de Rádio. Publicou os livros "Produção de Rádio - Um Manual Prático" pela editora Campus/Elsevier, em 2006, e “Webjornalismo” pela LTC/ GEN, em 2010, quando criou uma página com informações aumentadas em .
 Leia mais
 Cursos de Rádio
 Palestras sobre Rádio

 Fale Conosco
 Responda quatro perguntas sobre rádio na web, por favor

 Eventos do mês

  Ouça entrevista com a Magaly

Histórico:
Ver mensagens anteriores

 Sugestão de leitura

LINKS
 Radio Uol
 Site da minha filhota
 Ondas Curtas
 Helio Ribeiro
 Uolk


Pesquisas interessantes:
  O que a classe "A" ouve?

Matérias polêmicas:
  89FM vira 89 Pop
  Vem aí a rádio MTV FM
  Record compra Guaíba AM/FM

  SulAmérica Trânsito FM

Entrevistas especiais:
  Paulo Bonfá
  João Gordo detona 89

  Paulo Lopes
  Fiori Giglioti





Por problemas técnicos, este contador zerou e recomeçou a contar a partir de novembro


powered by ODEO